“Senti o seu magnetismo chegar mais perto de mim, quando, de repente, nossas órbitas se cruzaram como num raio potente. Este foi o momento da “ansiedade em se aproximar”. Seus olhos verde-água, redondos e pequenos, mas irresistivelmente intensos, até que tentaram contrafazer o brilho efusivo daquela lua cheia. Além disso, o seu sorriso (…). Há muito tempo não via algo parecido.

Ah, o seu sor-ri-so!

Poderia ficar horas narrando acerca daquele seu jeito inenarrável de sorrir, da forma belissimamente arredondada dos dentes e da habilidade em se revelar suavemente modesto. Havia delicadeza e masculinidade entrelaçada no sorriso de um menino, e havia ainda, tanta coisa a percorrer naquele universo desconhecido. Além de tudo, sua forma era perfeita. Nos moldes de um busto grego, você era esculpido em carne, osso e sedução”.

Camila Barretto.

Trecho do Texto “11 Dias Depois de Você”.