Estou jogando um jogo
Um jogo contra eu mesma
Meus oponentes são meus próprios desejos
São as coisas que eu mais almejo

A partida foi iniciada por meu coração
Que deseja você mais que tudo
Desesperado ele saiu na frente
Pois de sua necessidade está ciente

Em seguida foi meu cérebro, minha mente
Com pensamentos realista e objetivos,
Cheio de certeza e de razão,
Sabe que ao coração não pode dar vazão

Meu coração tem um aliado
O meu corpo que pede por você,
Que pede por seu toque, por suas carícias
Que implora por teus beijos e algumas malícias

A cada dia mais uma rodada
Meu coração e meu corpo saem em disparada
A mente em desvantagem
Mas ainda sem desistir e perder a coragem

A cada momento juntos mais um passo
O corpo e o coração estão ganhando
A mente se desespera, está perdendo
E a parte de mim que reluta contra ti vai cedendo

O jogo parece estar chegando ao fim
Mas então você abala meu coração
Você faz e diz coisas que não deveria
Você me machuca como nunca achei que poderia

É engraçado como funciona meu coração
Se apaixonou pela pessoa mais complicada
Ignorou a razão e a realidade
Não quis aceitar a verdade

A verdade é que você nunca vai me amar
Você está apaixonado por outra, pertence a ela
E é ela que te faz feliz
Ela é tudo que você sempre quis

Meu coração e meu corpo perceberam isso
E decidiram sair do jogo
Mas você os ganhou antes de os perder
E me fez ver que sem você já não posso mais viver

Dizendo que me ama foi como os ganhou novamente
E por isso minha mente se confundiu e perdeu a vez
Ela tentava entender: por que também disse que não sabe mais viver sem mim?
Por que é tudo tão complicado assim?

O jogo prossegue e dentro de mim a confusão fica ainda maior
A cada atitude sua meu próprio coração se confunde
Numa rodada ele teima e não quer se despedir
Noutra ele fica orgulhoso e não quer mais se ferir

Então o jogo prossegue por meses
Meses intensos cheios de reviravoltas
Mas agora o coração já tão cansado de sofrer
Desiste e deixa a mente vencer

A mente vitoriosa, decide que o melhor é se afastar
Pois se não fizer assim o jogo pode recomeçar
Mas só quando conseguiu se afastar, a mente entendeu
Que junto da derrota do coração, uma parte de mim se perdeu.

— Giovanna Souza (escritor parceiro).

– – – – – – – – – – – – – – – –
Um pouco sobre ela: Ariana, 16 anos, ela é uma garota que se faz de durona mas tem o coração e a alma extremamente sensíveis. Nascida e criada na capital de SP, é filha única e adora sua família e amigos. Com 12 anos, começou a escrever poemas em um caderno qualquer. E desde então, não parou mais, porque, para ela, a arte de escrever é como respirar. Ela pode escrever sobre um beijo, um abraço, um amor, uma amizade, um olhar, não importa o assunto. Afinal, essa arte é o seu ser, mostrando aos outros, a parte mais funda que existe em si.

Página: http://www.facebook.com/giovannasouzamarcelino (Inside of Soul)