“A verdade é que eu mudei… Nesse ano, provavelmente, mais que em toda a minha vida, e vale lembrar que jamais tive de lidar com uma mudança tão intensa em um período tão curto e rápido de 365 dias. Talvez seja por isso que não sei lidar com esse novo ‘eu’ que transborda de dentro pra fora, que me encara no espelho e me faz refletir… O que aconteceu? Quando foi que tudo mudou? Eu me perdi dentro de mim? Acho que sim, e ainda não consegui decidir se me quero de volta.”

Trecho do Texto O Caos.

– Gi Farneti

“Eu nunca perguntei o motivo de sua partida e possivelmente nunca saberei. Eu nunca mais o encontrei, e possivelmente nunca mais o abraçarei. Mas se tem uma coisa da qual eu tenho certeza, é de que as coisas nunca voltarão ao normal. Perdemos o jeito, como quem esquece. E o amor dele me esqueceu.”

Trecho do Texto Distância.

– Gi Farneti

 

“Liga e diz que me quer. Bate aqui na porta e diz que a gente vai sair. Chega de surpresa e fala que está apaixonado por mim faz tempo, e agora quer confessar. (…) Amor, me chama. Eu vou. Ou te espero aqui. Só não deixa o tempo passar.”

Trecho do Texto Me Chama

– Gi Farneti

 

“Ele sentia saudade, mas não reclamava, nem tentava expulsá-la, afinal pelo menos ele ainda sentia algo. E não queria esquecer-se totalmente dela, pois isso significaria perdê-la.”

– Gi Farneti

Trecho do Texto Não Quis Esquecer

 

– – – – – – – – – – – – – – – – –

Um pouco sobre ela: Uma simples estudante do Ensino Médio, que em meio ao caos do monótono cotidiano, e das profundas paixões, faz das palavras, o seu abrigo. Caminhando pra cursar Direito, fez-se poesia! Percorre os extremos entre ódio e amor em cada verso!
Página: www.facebook.com/gifarneti